CURSO DE PREPARATÓRIO CERTIFICAÇÃO PMP DO PMI

CURSO DE PREPARATÓRIO CERTIFICAÇÃO PMP DO PMI

Artigos

Planejando o gerenciamento de riscos

Este processo consiste na decisão e condução das atividades da gerência de riscos. Isto assegura que o nível, o tipo e a visibilidade da gerência de riscos sejam proporcionais ao risco e à importância do projeto para a organização. Isto proporcionará recursos e prazos suficientes para as atividades da gerência de risco, estabelecendo uma base consensual para a avaliação dos riscos. O resultado desse processo é o Plano de Gerenciamento de Riscos, que descreve como o gerenciamento deverá ser estruturado e executado. Faz-se necessário consultar o termo de abertura do projeto, os documentos de escopo, a estrutura analítica do projeto, as estimativas iniciais previamente realizadas de prazo e custo. Dessa forma é possível traçar as primeiras diretrizes sobre o gerenciamento de riscos.
O conhecimento das políticas corporativas de gerenciamento de riscos, bem como de políticas anteriormente adotadas, levando-se em conta as experiências adquiridas são muito importantes. As empresas que já possuem esse procedimento padrão, certamente facilitarão a vida do gerente e sua equipe.


Identificando os riscos


A Identificação de Riscos envolve a determinação de quais riscos podem ocorrer em um projeto específico, quais podem afeta-lo e documentar suas características. Novos riscos podem surgir durante o ciclo de vida do projeto. Este processo pode ser visto como crítico, pois apenas os riscos conhecidos ou identificáveis podem ser adequadamente equacionados (Carvalho e Rabechini Jr., 2005).
O objetivo do processo de identificação dos riscos é gerar uma lista refinada daqueles que podem ameaçar ou gerar oportunidades com relação aos objetivos do projeto (Hillson, 2001). Em alguns casos a simples identificação do risco já sugere respostas a estes, e que devem ser registradas para posterior análise e implementação no processo de Planejamento das Respostas aos Riscos. Desta forma, dá-se início ao processo de tratamento dos riscos que pode ser desenvolvido em etapas distintas e complementares, que são elas: analogia com projetos anteriores, categorização dos riscos e identificação de novos riscos. Assim sendo, segue uma lista de riscos do projeto.